28.3.08

LUA,o nosso satélite natural


VIAGEM Á LUA

Quando a 20 de Junho de 1969 foram vistas imagens de televisão do pouso da nave Apolo XI na superfície lunar, muitos pensaram tratar-se de um truque televisivo característico da "Guerra Fria" entre os Estados Unidos e a União Soviética. Mesmo hoje há alguns descrentes que o continuam a afirmar baseados em presumíveis êrros de fotografia e filmagem, como sombras em diversas direcções. Só não se entende por que a ex- URSS não tivesse tentado desmascarar esta possível fraude americana, se era do seu interesse manter o primeiro lugar na corrida espacial.

O desejo de conquistar a Lua sempre foi ambição do Homem, de tal forma que Júlio Verne ,em 1865, escreve um romance em que um grupo de homens viaja até á Lua usando, para o efeito, um gigantesco canhão. Os Americanos não usaram um canhão, mas sim os conhecimentos de Wernher von Braun, cientista alemão capturado no final da IIª Guerra Mundial e que era o pai das bombas voadoras V2, impulsionadas por um pequeno foguetão. Este técnico acabou chefiando o grupo de cientistas americanos autor do foguetão Saturno V, que levou as naves Apollo até á Lua .Antes do Homem pisar o nosso satélite natural, muito teve que se estudar e testar : Lembremos a cadela russa Laica que foi lançada para a espaço a 3 de Novembro de 1957 e onde acabou por morrer por falta de oxigénio, ou os diversos chimpanzés, utilizados como astronautas cobaias, primeiro em terra e depois no espaço. Só depois de muitos testes em simuladores e em voos orbitais com estes animais , é que Russos e Americanos se arriscaram a orbitar seres humanos. O primeiro foi o russo Yuri Gagarin, posto em órbita a 12 de Abril de 1961.Foi ele que viu ,pela primeira vez o nosso planeta do espaço e afirmou que a Terra era azul.


(cadela Laica e a Terra vista do espaço)

Russos e Americanos continuaram a competição no envio de satélites, testando os seus foguetões lançadores. Após muitos voos não tripulados a missão Apollo XI pousou na superfcie lunar, a 20 de Junho de 1969 ,num local designado Mar da Tranquilidade. Os primeiros astronautas a caminhar na Lua foram Neil Armstrong e Edwin Aldrin. Ficou célebre a frase de Armstong quando pisou o solo lunar: Um pequeno passo para um homem,um salto gigantesco para a Humanidade. Depois da Apollo XI, cinco outras missões estiveram na Lua e ninguém contestou o facto A primeira permanência na Lua foi de 2 horas e10 minutos, tendo lá sido deixados um sismógrafo, um reflector de
raios laser,uma câmara de vídeo e uma antena de comunicações, bem como uma bandeira dos Estados Unidos. Foram recolhidas 27 amostras de pedras e poeiras lunares. Estas e outras amostras posteriores mostram que as rochas lunares são diferentes das rochas da superfície terrestre. Como respondem a isto os que não acreditam nas viagens á Lua ? Como é que lá está ainda em funcionamento o reflector de raios laser, que permite medir com grande precisão a distância da Terra á Lua? Os soviéticos nunca colocaram um homem na Lua, mas isso não invalida o seu mérito na conquista do espaço. Pese o facto de não ter havido mais alunagens , depois das seis efectuadas, o nosso satélite natural continua a ser estudado através de sondas orbitais e embora esteja perto no nosso planeta, estamos longe de solucionar todos os seus mistérios, desde o da sua formação e até se a vida na Terra teve lá a sua origem ou o seu futuro . A maioria dos cientistas pensa que a Lua nasceu a partir de uma gigantesca colisão que a Terra sofreu há 4,5 mil milhões de anos e que os detritos que resultaram dessa colisão acabaram por coalescer formando uma lua semi-fluida. As amostras lunares trazidas pelas Apollo e outras missões, sugerem que a Lua tem uma composição química rochosa igual ao manto terrestre. O bombardeamento da Lua por cometas e asteroides ricos em água, ao longo de milhões e milhões de anos, pode ter deixado nela água, possivelmente escondida dentro de crateras nos seus pólos, sob a forma de gelo. A missão da NASA , Lunar Reconnaissance Orbiter, vai lançar este ano de 2008 duas sondas, que irão embater na superfície lunar para procurar gelo no pólo sul.

Que futuro reservamos para a Lua ? Poderemos levar vida da Terra para a Lua?Poderemos um dia habitá-la? São questões ainda sem resposta!O que sabemos é que ela é rica em metais e consegue-se algum oxigénio. Infelizmente é pobre em carbono e daí que, para a cultivarmos com plantas , teremos de transportar para ela carbono e fósforo .


ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL

O fim da guerra fria entre os Estados Unidos e a ex URSS proporcionou uma aliança internacional para a construção da Estação Espacial Internacional, com a finalidade de realizar experiências científicas, fazendo parte deste consórcio dezasseis países, muitos deles europeus. O seu custo estimado em 100 mil milhões de dólars, por muitos criticado, já deu algum retorno com a comercialização das tecnologias desenvolvidas com a exploração espacial tripulada. A Estação Espacial Internacional também é conhecida pela sigla ISS.

Iniciada em 1998 ,foi sendo construída por módulos, mas após o acidente ocorrido com o vaivem espacial americano Colúmbia( 11de Fevereiro de 2003) a construção foi suspensa porque os módulos principais, de tão pesados, só lá podem ser colocados por aquelas naves. Esta paragem de cinco anos levou a que o módulo da Agência Espacial Europeia só fosse lançado em Fevereiro deste ano de 2008.


A paragem, contudo, não evitou que as tripulações da ISS lá continuassem e fossem rendidas,pois eram transportadas pelas naves russas Soyuz. Durante o período de paragem das naves americanas Columb formou-se acumulação de lixo e outro material descartável pois as Soyus não o podiam transportar. O problema ficou resolvido com o auxílio de outras naves russas de carga, as Progress. A Estação Internacional terá 14 módulos pressurizados que incluem laboratórios, compartimentos tipo cais para as naves espaciais,áreas de convívio e módulos de ligação entre as estruturas.Dos 14 previstos , oito já estão em órbita, tendo o primeiro sido lançado em 20-11-1998. Chamou-se Zarya e serviu de gerador eléctrico, armazem e motor de propulsão e orientação durante as primeiras acoplagens.Hoje serve apenas de armazém. O oitavo , lançado este ano (7/2/2008) é a principal zona de experiências científicas dos países europeus. A Estação Espacial Internacional encontra-se em órbita a 300 Kms de altitude, mas tem de ser corrigida diáriamente, pois perde 100 metros de altitude a cada 24 horas. Demora 92 minutos a orbitar a Terra e neste momento tem capacidade para três tripulantes residentes (russos e americanos), embora já tenha sido visitada por astronautas de outros países.As experiências científicas realizadas a bordo são variadas e podem ampliar conhecimentos de biologia,física de fluídos,radiação solar ,além de preparar futuras missões tripuladas a Marte. Antes da Estação Espacial Internacional existiu uma outra da ex-URSS, também habitada e com fins de pesquisa científica. Chamava-se MIR e começou a ser construída em 1986 tendo funcionado até 23 de Março de 2001. Orbitava a 400 Kms de altitude e recebeu cosmonautas não russos , depois do fim da guerra fria . A Rússia decidiu destruir a MIR (foto final), depois de 15 anos em órbita , por carência de meios técnicos e financeiros para a manter no espaço. A sua destruição fez-se com grandes cuidados e apreensões, já que pesava 137 toneladas e a sua desintegração, ao entrar na atmosfera, podia provocar fragmentos de 700 quilos .Tudo correu bem e os seus fragmentos caíram no Oceano Pacífico, a 2.000 Kms da Austrália. O saber adquirido com a MIR foi de grande ajuda para a construção da ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL.

3 comentários:

Anónimo disse...

Gostava de saber o nome do primeiro americano a estar em orbita depois do russo Gagarine.Falta isso no trabalho.Reconheço que os temas não podem ser aprofundados,pois são para a malta em geral, mas por vezes era necessário.

jose duarte disse...

Eu gostei....está no ponto

Anónimo disse...

Pouco sabia. Adorei.

J Carvalho

Arquivo do blogue